quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

CANTAI É NATAL....

   Olá amigos, desculpem a ausência, ando sem tempo, mas vivendo o Natal e  logo voltarei a ativa...


   Então... no domingo (18/12) realizamos aqui em nossa Paróquia uma Cantata de Natal, tudo feito na simplicidade, mas feito com muito carinho pelos salmistas e catequistas da pré.
Vejam só que carinhas lindas das crianças da pré:


video

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

SANTO DO DIA

 Nossa Senhora de Guadalupe, ou Virgem de Guadalupe.
Patrona da Cidade do México, do México (País) e da América.


Aparição de Nossa Senhora de Guadalupe

   Um mistério de grande magnitude com o qual os cientistas se deparam é o da imagem de Nossa Senhora de Guadalupe, impressa no manto (tilma) de um indígena mexicano, chamado Juan Diego.
   Segundo relato do próprio Juan Diego, uma senhora de radiante beleza apareceu-lhe no dia 9 de dezembro de 1531, quando ele se encaminhava à Missão Franciscana, na cidade vizinha, a fim de assistir à missa. Ela o chamou carinhosamente pelo nome e, após conversar com ele, prometeu vê-lo novamente. Num dos encontros seguintes, disse-lhe para pedir ao bispo para construir uma capela naquele local. Juan Diego procurou o bispo e este, não acreditando em suas palavras, pediu-lhe uma prova.
   Ao se encontrar novamente com a senhora, transmitiu-lhe o pedido do bispo e ela mandou que subisse ao alto do morro e colhesse as mais lindas flores que lá encontrasse. Deveria guardá-las em seu manto e levá-las ao bispo, cuidando, porém, de abrir o manto apenas na presença dele. Juan Diego estranhou, pois era inverno e não poderia haver flores naquela época. Porém, fez como lhe fora mandado. Para o seu espanto, no local indicado, encontrou rosas das mais lindas espécies, as quais colheu e levou ao bispo.   Chegando lá, abriu o seu manto e, para o assombro dos presentes, enquanto as rosas caíam do seu regaço ao chão, em seu manto foi se plasmando a imagem de uma linda mulher, tal como fora descrita por Juan Diego anteriormente.
   A partir desse fenômeno, este manto passou a ser conhecido como o Manto de Nossa Senhora de Guadalupe, e se encontra exposto na Basílica de mesmo nome, no México.
O tecido do manto, onde está impressa a imagem, é uma urdidura feita com fibra de aiate, uma espécie de pita mexicana, que se decompõe por putrefação em aproximadamente vinte anos. Atualmente, já conta com 457 anos, estando em perfeito estado de conservação, apesar de ter permanecido por séculos exposto aos rigores do calor, do pó e da umidade.
   O sábio alemão Richard Kuhn, prêmio Nobel de Química, após examinar profundamente uma amostra da pintura, constatou que sua policromia não procede de corantes minerais, vegetais ou animais!
   Submetida à análise fotográfica com raios infravermelhos, dois cientistas da NASA constataram que:
   O manto não foi submetido a nenhum processo que pudesse atuar como elemento protetor, o que torna simplesmente inexplicável sua conservação.
Inexiste esboço prévio na "pintura", como os que se descobrem, pelo mesmo processo, nos quadros dos grandes mestres. A imagem foi pintada diretamente, sem esboços nem correções;
   Não há pinceladas. A técnica utilizada é totalmente desconhecida na história da pintura. É inusitada, incompreensível e irreproduzível.
   Não bastasse tudo isso, a imagem apresenta ainda um fenômeno incrível, a atestar sua origem e o objetivo com que foi produzida. Trata-se da descoberta do Dr. Aste Tonsmann, através da digitalização da íris dos olhos de Nossa Senhora. O processo utilizado consiste em dividir a imagem em quadriculados microscópicos de tal magnitude que um milímetro quadrado fica subdividido em 27.778 quadradinhos. Ampliando 2.000 vezes cada um desses quadradinhos, foi possível observar pormenores impossíveis de serem captados à  simples vista. A íris humana reflete, como um espelho, as imagens que estão sendo observadas. Pois bem, a íris da pintura de Guadalupe está refletindo o seguinte: um índio em atitude de desdobrar a sua tilma diante de um franciscano; o próprio franciscano em cujo rosto se vê deslizar uma lágrima, um camponês muito jovem, com a mão posta sobre a barba em atitude de consternação; um índio com o dorso despido em atitude quase de oração; uma mulher de cabelos crespos, provavelmente uma negra da criadagem do bispo; uma mulher e uns meninos com a cabeça meio raspada e outros religiosos franciscanos.
   É impossível alguém pintar num espaço pequeno como o da córnea de um olho impressa em uma imagem de tamanho aproximado ao do natural uma cena (presumivelmente aquela em que, segundo o relato citado, deu-se a aparição de Nossa Senhora na tilma), que foi preciso ampliar tanto para poder ser percebida.
Manto do índio exposto na Basílica de Nossa Senhora  de Guadalupe, México
Fonte: Cadê meu santo

domingo, 11 de dezembro de 2011

MEU PRESENTE VIAJOU MUITO MAS CHEGOU.....

   Hoje começa a 3ª semana do advento, tempo forte, tempo de espera, tempo que o Senhor nos concede para preparar nossos caminhos.
  E hoje a liturgia nos convida a encher nossos corações de alegria pois se aproxima o dia em que o Menino Deus vai nascer.
  E eu não poderia deixar de dizer que ontem recebi o presente do meu amigo secreto, fiquei muito feliz e surpresa, porque ele viajou muito, saiu da cidade do sol para vir para a terra da garoa.
  Obrigada Clécia Catequese Caminhando , adorei o livro, ele com certeza vai me ajudar muito em meu planejamento catequético de 2012 e em muitos que virão. Ah, o tercinho é lindo, e a minhas primeiras orações com ele serão dedicadas a você e sua amiga Sandra, para que a missão de vocês seja fortalecida pelo Espírito Santo e por nossa Mãe Maria.

"O que nós ouvimos, o que aprendemos, o que nossos pais nos contaram, não ocultaremos a nossos filhos: mas vamos contar à geração seguinte as glórias do Senhor, o seu poder e as obras grandiosas que Ele realizou."
Sl 78(77),3-4

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

IMACULADA CONCEIÇÃO

                                         
Quando surgiu a festa da Imaculada Conceição?
   A partir do século VIII celebravam-se em vários conventos do Oriente festas em louvor da Imaculada Conceição.
   Em 1166 o Imperador Manuel Comneno declarou a festa como feriado nacional.
   Do Oriente ela veio para o Sul da Itália, donde passou para a Normandia.
   Mais tarde, os franciscanos tornaram-se os maiores propagadores da festa.
   Logo após, a questão foi levada para as discussões teologais, as quais se sucederam de modo a desenvolver e esclarecer as provas referentes ao, até então, título Imaculada Conceição.
   Assim, aos 8 de dezembro de 1854, o Papa Pio IX declara a Imaculada conceição como Dogma de fé, confirmando que a Mãe de Deus foi concebida, foi gerada sem a mancha do pecado devido a um especial privilégio divino.
   Maria é a primogênita de Deus por ter sido predestinada juntamente com o Filho nos desígnios divinos.
“Eu saí da boca do Altíssimo, a primogênita antes de todas as criaturas”. (Eclo 24, 5)
   Portanto, a Mãe do Senhor não podia ser escrava de Lúcifer em nenhum instante, Deus a separou, Ele quis criá-la em graça.
   Maria é a mulher forte, “a nova Eva, mãe dos vivos” – Nova Eva porque a primeira foi mãe da morte, mas a Virgem Santíssima é a mãe da vida – Ela foi posta no mundo para derrotar o inimigo.
   Santo Agostinho diz que “nem se deve tocar na palavra pecado, em se tratando de Maria; e isso por respeito Àquele de quem mereceu ser a Mãe, o qual a preservou de todo o pecado e, por sua graça”.
   Desse modo, é de fundamental importância homenagearmos a Mãe Imaculada, por isso a Santa Igreja decretou o dia da Imaculada Conceição como dia de preceito, dia em que devemos participar da Santa Missa em honra à toda pura Virgem Maria.


Reze comigo....

Ave Maria cheia de Graça,
o Senhor é convosco
Bendita sois vós entre as mulheres
E bendito é o Fruto do Vosso ventre
Jesus

Santa Maria
Mãe de Deus
rogai por nós pecadores
agora e na hora 
de nossa morte
Amem!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

PRESENTE ENVIADO.....

   Hoje enviei  o presente ao meu amigo secreto, que na realidade é uma amiga, espero que ela goste. 
    Resolvi presenteá-la com um livro de um catequista que também faz parte do Grupo Catequistas Unidos, o nome dele é Alberto Meneguzzi, que além de ser catequista, é jornalista e escritor e tem uma paixão enorme por sua missão.
  Acredito que até sexta-feira o presente chegue, já que apenas 24 Km nos separam, então, imaginam quem seja?????



quinta-feira, 1 de dezembro de 2011



ORAÇÃO DO ADVENTO

Senhor, eu te espero novamente.
Povoa de esperança o espaço que restou dentro de mim.
Enxuga a lágrima que ainda molha a minha face.
Ajuda-me a repartir os sorrisos que vingaram
neste espaço de barro que sou eu, e onde um dia semeaste a fé.
Repete este milagre de, embora divino,
caberes por inteiro no meu coração humano.
Volta para mim, desta maneira simples de chegar
E permanece comigo, ajudando-me a crer
que ainda é tempo de sonhar com a paz.
Senta-se à minha mesa e prova o pão do meu suor.
Caminha do meu lado para entenderes o meu cansaço.
Escuta meus anseios, para compreenderes minha luta.
Volta para mim, desta maneira simples de chegar.
Volta silencioso como a aurora e plenifica de luz o meu amanhecer.
Volta silencioso como a flor e perfuma de amor o meu desejo.
Volta para mim, desta maneira simples de chegar.
De minha parte, estarei te esperando
como terra seca, que procura orvalho;
como noite escura que procura luz;
como fonte imóvel que procura impulso.
Volta para mim, desta maneira simples de chegar.
E que te possa descobrir
em todos os presépios e casas,
em todas as manjedouras e berços,
em todas as Marias e Josés.

José Acácio Santana
Florianópolis, SC

"Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! 'Eterna é a sua misericórdia!' É melhor buscar refúgio no Senhor, do que pôr no ser humano a esperança; é melhor buscar refúgio no Senhor, do que contar com os poderosos deste mundo!


 Bendito é aquele que vem vindo em nome do Senhor! "